14 de janeiro de 2011

Deusa Atena



Há também quem grafe o seu nome como Palas Atená. Conta a mitologia que Zeus se apaixonou por Métis, deusa da prudência, sendo ela sua primeira esposa. Contudo, Zeus foi advertido por sua avó Gaia, que Métis lhe daria um filho, e que este o destronaria, assim como Zeus destronou Cronos e, este, Urano. Amedrontado, Zeus resolveu engolir Métis.
Para tanto, utilizou-se de um fabuloso ardil. Convenceu sua esposa a participar de uma brincadeira divina, na qual cada um deveria se transformar em um animal diferente.
Métis, desta vez, não foi prudente, e se transformou numa mosca, Zeus aproveitou a oportunidade e a engoliu. Todavia, Métis já estava grávida de Zeus, e continuou a gestação na cabeça deste, aproveitando o tempo ocioso para tecer as roupas da sua vindoura filha.
Um dia Zeus sentiu uma forte dor de cabeça, e Hefestos lhe deu uma machadada na cabeça em meio a uma batalha, de onde saiu Atena, já adulta com elmo, amadura e escudo - esta coberto com a pele de Amaltéia.
Atena também é muitas vezes vista segurando em uma das mãos uma pequena imagem de Nike, a deusa da vitória.
Atena venceu Poseidon em uma disputa para ver quem seria o patrono da cidade de Atenas. Quem desse o melhor presente ao povo da cidade venceria.
Poseidon criou um rio, porém o rio era salgado e, portanto, quase inútil. Atena deu uma oliveira, e sagrou-se vencedora.
Atena também teve participação no julgamento de Páris, sendo uma das deusas rejeitadas. Na guerra de Tróia, apoiou os gregos.Outro julgamento importante em que teve participação especial foi no Aerópago, quando julgou Orestes e o absolveu, dando o seu voto de desempate, o voto de Minerva.Atena (no grego ático: Αθηνά, transl. Athēnā ou Aθηναία, Athēnaia; ver seção Nome), também conhecida como Palas Atena (Παλλάς Αθηνά) é, na mitologia grega, a deusa da guerra, da civilização, da sabedoria, da estratégia, das artes, da justiça e da habilidade.

Nenhum comentário

Postar um comentário